Olá, amigo 4x4.

Aqui vamos tratar de curiosidades, falar de alguns assuntos que possam ser importantes para a família 4x4 e contar muitos causos!
 


Ahhhhhh, não deixe de assistir o vídeo na tela principal de Eventos. Foi um presente de Claudio Manfredi - Vou ver se estou na esquina - Youtube), um cara que atualmente mora numa bicicleta (viajando) e anda por ai fazendo alguns vídeos por que gosta e outros para divulgar lugares e coisas. Acompanhe o canal dele se gosta de viagens não muito convencionais.

De filho pra pai...


- Pai, porque as pessoas que andam com seus Jipes parecem tão felizes?

- Olha filho, na minha opinião eles são loucos. Eles tem uma estranha filosofia, eles pensam que são livres, eles acreditam em aproveitar, a poeira, a chuva, a lama, o sol os rios e todo o resto da natureza. Eles chamam seus amigos de irmãos; e os fazem num estalar de dedos, eles ajudam uns aos outros, eles se comprimentam mesmo se o outro for um desconhecido... Quando eles se encontram se abraçam como se não se encontrassem a anos, eles vivem o momento, eles estão suscetíveis a fazer uma boa trilha a qualquer momento e aparentemente não se importam com o caminho a ser seguido.

- Pai, você pode me comprar um jipe?

(postado por Renan Ribeiro no facebook)

Ser jipeira é...


- Ser jipeira é ser um ser um pouco diferente.

É experimentar um jeito de ser mulher em um universo bem masculino e aprender com a convivência as melhores virtudes dos homens: a camaradagem, o companheirismo, a cumplicidade e a objetividade.

É ter calma e coragem mesmo quando a TPM bota os medos e inseguranças pra fora.

É não perder o charme e a feminilidade, mesmo suja e elameada.

É ver as caras de espanto, só porque você sabe o que é e onde fica a rebimboca da parafuseta.

É aceitar calmamente pensarem que você é sapatão, só porque anda num jipão.

É saber que não adiante deixar a roupa suja de barro no tanque, porque é você mesma que vai lavar.

É saber o real significado da frase: "meu namorado disse: ou eu, ou o jipe. Ah, como eu gostava dele...".

É comprar menos roupas e sapatos pra ter o que gastar na oficina.

É se sentir mais feliz no Setor H Norte* do que no shopping.

É saber que fazer trilha é o melhor tratamento estético que existe, rejuvenece, sara a barriguinha e enrijece os glúteos.

É aprender que há cinta que não é para prender meias e que há prancha que não é pra fazer chapinha no cabelo.

É ter mais graxa nas unhas do que esmalte.

É lembrar de retocar o batom na mesma erosão onde muitos marmanjos se mijaram nas calças.

É a alegria de ouvir "se você for vai ser muito melhor" e ver como é valorizada a presença feminina no mundo off-road.

É fazer o maior sucesso em qualquer posto de gasolina.

Mas, ser jipeira também é ter muito em comum com os jipeiros.

É ter lama nas veias.

É gostar de desafio e de sentir o coração batendo acelerado.

É ser mais uma criança com seu brinquedão.

E é descobrir que uma das coisas mais gostosas da vida é esquecer do mundo em uma trilha.

(postado por Rosy Oliveira no facebook)

Ser jipeiro é...


- Ficar ofendido quando alguém chama a sua viatura de carro;

Ser indagado no posto de gasolina:

"É 4x4?";

"Você faz trilha?";

"Anda bem?";

"Quanto custa um desses daí?";

Escolher o shopping center pela altura do estacionamento;

Escolher o prédio para morar pela altura das garagens;

Ter a vaga do estacionamento do prédio personalizada (aquela meio marrom, onde nascem uns matinhos);

Não ter nenhuma camiseta totalmente branca (muito menos meias);

Fazer sucesso entre a molecada ao buscar os filhos na escola;

Não fazer tanto sucesso ao buscar a esposa no cabeleireiro;

Acostumar com a pergunta: "Tio leva a gente para dar uma voltinha";

Acostumar com a pergunta da esposa "Mas tem que ir de jipe???";

Torcer para chover no final de semana;

Ser odiado pelos funcionários do lava-car;

Ser amado pelo dono da autopeças;

Ter na carteira mais cartões de oficinas e distribuidoras de peças do que dinheiro;

Ignorar a descoberta que a menor distância entre dois pontos é uma reta (a menos que na reta tenha um atoleiro);

Ligar na concessionária só para saber quanto não se deve pagar por uma peça, e não se contentar até achar a peça num valor 4 vezes menor, e se achar num valor menor ainda espalhar pra todo mundo e, se comprar na concessionária ninguém fica sabendo nem sob tortura, nem em confissão no leito de morte;

Ter um estoque de peças na viatura que dá para montar outra;

Não entender a função da profissão "martelinho de ouro";

Explicar ao balconista que vc precisa da peça Chevrolet, que que servia no Puma, mas era usada no Gurgel, e que é para ser colocada no seu jipe (numa função totalmente diferente da original, é claro);

Ser chamado por vizinhos de madrugada para rebocar o carro de não sei quem que quebrou ou está atolado não sei aonde e não sei quando devido à não sei o quê... Os mesmos vizinhos que um dia chamaram o seu jipe de lata velha e falaram para você trocá-lo por um carro mil, econômico, moderno e silencioso;

Ter muitos amigos.

(postado por Rosy Oliveira no facebook)

Dicionário de jipeiro...


- Jipe - Veículo com capacidade de ir a quase todos os lugares mas com enorme dificuldade pra sair da garagem.

- Zequinha - ser humano aspirante a jipeiro utilizado para abrir e fechar porteiras, desatolar o jipe e puxar saco do jipeiro.

- Off-road - esporte motorizado onde a maior adrenalina está abaixo de 20 km/h.

- Reduzida - dispositivo que ao ser acionado indica que começou a diversão.

- Jipeiro - ser humano movido a ADRENALINA que insiste em dizer que os piores caminhos são os melhores.

- Esposa de jipeiro - ser humano dotado de infinita capacidade de compreensão, linda, calma, simpática, inteligente, o AMOR DAS NOSSAS VIDAS!!!

- 4x4 - não é 16 e sim a razão inversamente proporcional transcendental que altera a ordem universal dos elementos transformando o pior em melhor.

- Roda livre - pequeno círculo que com apenas 1/4 de volta separa os jipes dos demais veículos.

- Lanterna - local utilizado para guardar pilhas descarregadas.

- Caixa de ferramentas - local cheio de bugigangas onde nunca se encontra a chaves que se necessita ou se acha um pão com mortadela.

- Pedal de freio = Placebo - dispositivo colocado no jipe para causar ao jipeiro a sensação de que o jipe irá parar quando acionado.

- Pedal do acelerador - Pedal constantemente utilizado pelo jipeiro, sobretudo quando o jipe não está se movendo.

- Pedal da embreagem - serve para trocar as marchas.

- Volante - dispositivo utilizado pelo jipeiro para demonstrar ao jipe o caminho que ele gostaria que o jipe seguisse. Mas, nem sempre funciona.

- Diferenciais - também conhecidos como "Os Intocáveis"; se tocarem o chão, o jipe para.

- Bloqueio - dispositivo utilizado para impedir que haja diversão.

- Cinta - dispositivo pós-merda.

- Guincho - dispositivo pós-merda plus.

- Picareta = Viagra - resolve o problema mas ninguém admite que usou. Pq será???! Nem imagino, nunca usei!? rsrsrsrs?

(postado por Rosy Oliveira no facebook)